Março Azul Marinho: Prevenção ao câncer colorretal

Compartilhe:
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInShare
Foto de homem sorrindo, ao lado, a frase: Março Quali é Azul Marinho: Prevenção ao câncer colorretal#NovoJeitoQualiDeSer

Em março acontece a campanha de conscientização e prevenção ao Câncer de Colorretal, conhecida como Março Azul Marinho. Essa é uma forma de dar visibilidade ao tema e dialogar com as pessoas sobre o que é a doença, como prevenir, identificar e tratar.

O que é Câncer de Colorretal?

Conhecido também como câncer de intestino ou câncer de cólon e reto, o câncer de colorretal é um dos tumores com mais ocorrência no Brasil. Estima-se que em 2020 surgiram mais de 40.000 novos casos.

Esta doença refere-se aos tumores que se iniciam na parte do intestino grosso (chamado de cólon) e no reto (parte final do intestino, antes do ânus) e ânus.

De acordo com dados recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca), divulgados no mês de fevereiro de 2020, a estimativa relativa a cada ano do período entre 2020-2022 é de que há um risco médio de 19,63 casos novos para 100 mil homens e 19,03 para cada 100 mil mulheres. Em homens, é o segundo mais incidente nas regiões sudeste e centro-oeste, respectivamente, sem considerar os tumores de pele não melanoma.

Como surge?

Grande parte desses tumores do câncer colorretal se inicia a partir de pólipos, que são adenomas, portanto, lesões benignas que crescem na parede do cólon e, quando associados a modos de vida não saudáveis e predisposição genética podem, com o passar do tempo, transformar-se em câncer.

Sintomas

  • sangue nas fezes;
  • alteração na forma das fezes (fezes muito finas e compridas);
  • dor ou desconforto abdominal;
  • massa (tumoração) abdominal;
  • perda de peso sem causa aparente;
  • mudança repentina nos hábitos intestinais;
  • constipação;
  • diarreia;
  • fraqueza e anemia.

Estes mesmos sintomas podem estar associados a outras doenças como úlcera gástrica, hemorroidas ou verminose, por exemplo, por isso devem ser acompanhados e investigados por um médico para seu diagnóstico correto e tratamento adequado.

Grupos e fatores de risco

  • histórico familiar de câncer de colorretal;
  • histórico pessoal de câncer de colorretal, ovário, útero ou mama;
  • doenças hereditárias, como polipose adenomatosa familiar (FAP) e câncer colorretal hereditário sem polipose (HNPCC);
  • ter sobrepeso ou obesidade;
  • ter idade igual ou superior a 50 anos;
  • fumar;
  • ingerir bebidas alcoólicas;
  • enfrentar doenças inflamatórias do intestino;
  • consumir alimentos processados;
  • consumir alimentos com alta densidade energética e carnes vermelhas;
  • consumir pouca quantidade de frutas, legumes, verduras e cereais integrais;
  • ser sedentário;
  • exposição ocupacional à radiação ionizante, como aos raios X e gama.

As práticas que levam à incidência de câncer de colorretal são muito parecidas com as práticas que levam à incidência da maioria dos tumores. Se você não mantém um estilo de vida saudável, é a hora de começar! Pode ser que isso te livre de uma doença ou te dê mais chances de cura, se chegar a enfrentá-la.

Diagnóstico

O diagnóstico pode ser feito por meio de exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos. O exame de colonoscopia é um dos que consegue diagnosticar a doença. Se visualizados os pólipos, aquelas lesões ainda benignas, elas são removidas durante a própria consulta. Outro exame é a pesquisa de sangue oculto nas fezes.

Havendo suspeita, o diagnóstico se confirma através da biópsia, que é a análise de um pequeno pedaço de tecido retirado da lesão suspeita.

Se diagnosticado precocemente, enquanto os tumores ainda não se espalharam para outros órgãos, a chance de tratamento e cura são altas.

Prevenção ao câncer colorretal

Para a prevenção da doença nada além de uma rotina saudável: boa alimentação – rica em fibras, prática de atividade física, manutenção do peso corporal adequado e, claro, não fumar.

Além disso, faça check-up regularmente, principalmente se for dos grupos de risco, e procure um médico havendo sintomas.

Nós temos as melhores opções em planos de saúde para você e sua família se cuidarem. Acesse nosso site e entre em contato para maiores informações.

Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca)